Loading...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

COMO TEM ACONTECIDO A COMUNICAÇÃO NAS EMPRESAS?

Olá, queridos alunos. Neste espaço, você poderá postar a análise da comunicação feita em uma empresa onde trabalha ou já trabalhou, que deverá ser feita com base na metodologia apresentada em sala de aula. Não se esqueça de apresentar a empresa, no primeiro parágrafo, com dados gerais necessários de serem conhecidos por um Relações Públicas antes de realizar a análise das peças e ações utilizadas pela empresa ou instituição escolhida. No final do seu texto, expresse em um parágrafo conclusivo, suas principais observações sobre o que deveria ser feito para solucionar alguns desafios que tenham sido constatados. Não se esqueça de levar para a sala de aula, a maior quantidade de documentos que você tenha conseguido analisar, para compor nossa mostra. Este trabalho já estará sendo utilizado na nossa segunda etapa avaliativa! Portanto, capriche para aprofundarmos os estudos sobre Planejamento da Comunicação e compreendermos o Jornalismo Empresarial nisso tudo. Postar até 01/03/2009, domingo. Nossa mostra é na segunda, certo?

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

DIA MUNDIAL DAS COMUNICACÕES - 24 DE MAIO



43 DIA MUNDIAL DAS COMUNICACÕES - 24 de maio 2009
«Novas tecnologias, novas relações.
Promover uma cultura de respeito, de diálogo, de amizade”

Joana T. Puntel1
Introdução
Há quarenta e três anos, o Magistério da Igreja, através das mensagens dos Papas
Paulo VI, João Paulo II e, atualmente, Bento XVI, acompanham o desenvolvimento e as
contínuas mudanças que ocorrem no âmbito da comunicação, um fenômeno em contínua
transformação, na explosão de sua criatividade, de suas articulações e de suas
conseqüências na sociedade contemporânea. O primado de tais mensagens, segundo a
missão fundamental da Igreja, tem sido sempre a de colocar a pessoa humana como centro
do papel histórico e da função que os meios de comunicação têm na construção do viver
humano, segundo a sua vocação basilar de ser humano e filho de Deus.
Sobre o Dia Mundial das Comunicações
É sempre importante mencionar a origem e trajetória do Dia Mundial das
Comunicações a fim de que se crie uma cultura sobre a profundidade de um “mandato” da
Igreja, e que passa despercebido, inclusive, por vários setores da Instituição. Trata‐se de algo
solicitado pelo Concílio Vaticano II, quando a Igreja, levando em consideração as profundas
transformações da sociedade e avanços na área tecnológica em todos os setores, percebeu,
também, o seu “despreparo” neste campo. Assim, a ela entendeu que, a respeito da
comunicação, não bastava apenas a profissionalização e competência técnica no uso dos
meios, mas o compreender a evolução da comunicação, na suas mais diferentes expressões,
como linguagem, cultura e, sobretudo, como elemento articulador da sociedade.
Encontramos, então, no Decreto Inter Mirifica (n.18) “Para reforçar o variado
apostolado da Igreja por intermédio dos meios de comunicação social celebre‐se
anualmente, nas dioceses do mundo inteiro, um dia dedicado a ensinar aos fiéis seus
deveres no que diz respeito aos meios de comunicação, a se orar pela causa e a recolher
fundos para as iniciativas da Igreja nesse setor, segundo as necessidades do mundo
católico”.
1 Joana T. Puntel é irmã Paulina. Jornalista, doutora em Comunicação Social pela Simon Fraser University
(Canadá) e pela USP-SP. É coordenadora dos Cursos no SEPAC-SP. Docente e Coordenadora da Iniciação
Científica na FAPCOM. Membro da Equipe de Reflexão sobre Comunicação da CNBB.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

PALESTRA NA QUINTA FEIRA - 19/02/2009 ÀS 19H NO AUDITÓRIO JK ( UNIDADE 220) COM O JORNALISTA RICARDO VIVEIROS

RICARDO VIVEIROS de Paula é jornalista tendo atuado em importantes diários, revistas, emissoras de rádio e de televisão, no Brasil e no Exterior. Foi repórter, editor, diretor de redação, âncora, comentarista político e econômico, articulista e correspondente em quatro guerras civis. Em 1969 foi preso pela Ditadura que se instaurou no Brasil após o Golpe Militar de 1964, tendo sido torturado e, por oito anos, esteve exilado no Exterior.

        

         Recebeu a medalha da Organização das Nações Unidas (ONU) por um conjunto de matérias sobre "Direitos Humanos", no Ano Internacional da Paz (1986), e ganhou duas vezes o "Prêmio Esso de Jornalismo", além de dezenas de outras láureas concedidas por respeitadas instituições públicas e privadas brasileiras. Em 1986, Ricardo Viveiros foi uma das personalidades públicas que liderou, no Brasil, o projeto "Um Milhão de Minutos de Paz" e, em 1989, foi um dos embaixadores do projeto "Cooperação Global Para um Mundo Melhor" — ambos de amplitude internacional, promovidos pela Brahma Kumaris University (Índia), em conjunto com a ONU.    

        

         Foi coordenador-executivo da visita do Papa João Paulo II a São Paulo (1980), membro do Conselho de Defesa da Paz (Condepaz) e diretor do Museu Histórico de Fundação da Cidade de São Paulo (Pátio do Colégio). Foi consultor na área de Comunicação Social da Fundação Prefeito Faria Lima (USP). Prefaciou inúmeros livros, proferiu centenas de palestras, integrou inúmeros júris de certames culturais e foi patrono/paraninfo de diversas turmas de formandos em Comunicação, por todo o País.

 

No início dos Anos 80, como diretor-executivo da Central de Outdoor, promoveu importantes eventos culturais, educacionais, beneficentes e de utilidade pública na cidade de São Paulo. Dentre muitos, destaca-se o projeto "Arte na Rua" (nacional e internacional), com a participação dos mais importantes nomes da pintura contemporânea. Ainda naquela mesma época, com o artista plástico Aldir Mendes de Souza, foi co-autor da obra "Corpoema", que ficou exposta no tapume que cercou o Museu do Louvre, em Paris – França, durante a construção da pirâmide de vidro que passou a integrar o seu complexo arquitetônico.

        

         É professor da Universidade Anhembi-Morumbi (Laureate International Universities), em São Paulo, no curso de pós-graduação em "Comunicação Corporativa". É membro do Comitê Técnico de Comunicação Corporativa da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). É membro do Conselho Consultivo do Centro São Paulo Design (CSPD) e do Conselho Superior da Associação Brasileira de Comunicação Corporativa (ABERJE). É atuante membro de ONG's voltadas ao Meio Ambiente, Educação, Saúde e Cultura tendo prestado relevantes serviços nessas áreas. Em 2006, ao completar 40 anos de carreira, sendo 30 deles na cidade de São Paulo, Ricardo Viveiros mereceu Projeto de Lei, aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, que lhe concedeu o título de "Cidadão Paulistano".

        

         Autor de 18 livros em distintas áreas (história, poesia, biografias e arte) alguns deles com traduções para outros idiomas e várias edições. Entre esses, destaca-se "Da Arte do Brasil" (2ª edição) — obra referencial sobre a pintura brasileira do descobrimento do País aos dias de hoje. Escreve, regularmente, para jornais e revistas em todo o País sobre artes plásticas. Há 15 anos é autor das matérias de capa, sobre arte brasileira, publicadas na conceituada Revista Abigraf.     

        

         Nós últimos 30 anos tem sido um permanente e dedicado incentivador de artistas plásticos e críticos brasileiros, e de suas associações de classe, conseguindo-lhes patrocínios para a realização de exposições, edição de catálogos e de livros de arte, e contratos para crítica em meios de comunicação. Tem, ainda, defendido a abertura de mercado de trabalho na contratação de artistas plásticos para a ilustração de jornais, revistas, livros, e, especialmente, portfólios e relatórios anuais de empresas e instituições. Foi jurado, presidente da 34ª edição e é membro do Conselho Curador do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, São Paulo — o maior evento do gênero (desenho) em todo o mundo.       

        

         Ricardo Viveiros é membro do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, da Federação Nacional dos Jornalistas Profissionais (Brasília, DF) e da Federação Internacional dos Jornalistas (Bruxelas, Bélgica). Em 2006 tornou-se conselheiro da centenária Associação Brasileira de Imprensa (ABI), e em 2008 foi indicado e aprovado para integrar a Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA).

 

 

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

ATIVIDADE 20 PONTOS - TURMA RP - I SEMESTRE 2009

Como comentado em sala de aula, vamos dar início às nossas atividades fazendo uma bela pesquisa em trio. Organize-se para montar seu grupo para a primeira atividade do semestre. O objetivo será fazer um amplo estudo sobre a Comunicação nas Empresas, esse mercado abrangente, que nos desafia em relação ao seu entendimento, à forma de produzir estratégias e criar ações para garantir o sentido fundamental da comunicação: o entendimento entre a organização e seus vãrios públicos. Compreender um pouco mais sobre estes aspectos, nos permitirá apreender as diversas técnicas utlizadas para produção de peças jornalísticas, afim de que as empresas cumpram cada vez mais seu papel social.

O seu grupo( trio) deverá escolher um dos temas abaixo.
A comunicação Organizacional : desafios, vertentes, gestão de mudanças, crises, cultura organizacional, incertezas, áreas de atuação, estratégias, impactos, novos cenários, empreendedorismo, mercados, entre outros.

Produção de peças periódicas: veiculos de massa, veículos institucionais, veiculos de comunicação dirigida, comunicação interna e comunicação externa, peças periódicas, estratégias, projetos editoriais, planejamento, custos e benefícios, tiragens, práticas de mercado, o trabalho isolado, a inovação, a continuidade, a peça na ação integrada, entre outros.

Assessoria à imprensa: relacioanmento com jornalistas, a mídia gratuita, coletivas, releases, estratégias de divulgação, clippings, mídia trainnings, investimentos pontuais somente em eventos, investimentos a longo prazo, a credibilidade da marca, construindo responsabilidade social na empresa, etc.

I etapa da atividade - 2 pontos
Depois de escolhido o tema, vocês deverão identificar e selecionar pelo menos 3 fontes diferentes, entre livros, estudos, cds, vídeos, periódicos, etc, para realizar o estudo. Ao fazer isso, os grupos (trios) deverão postar um comentário à esta mensagem me informando qual o tema foi escolhido, sub-tema delimitando o que vão abordar, o porquê e quais as fontes de estudo que foram selecionadas. O grupo poderá expor uma ou outra dúvida, pergunta ou comentário no final para a professora, para que mantenhamos a interação, novas sugestões de fontes e direcionamentos corretos aos estudos. Nesta primeira postagem não pode faltar o nome dos três integrantes do grupo ao final, certo? Até domingo...14/02.

Isso deve ser feito como primeira etapa desta atividade 1. O texto deve ser redigido como nota informativa, com 5 a 10 linhas, já incluindo os nomes dos integrantes.

II etapa da atividade 1 - Apresentação em Seminário - 8 pontos
Os estudos e pesquisas deverão ser realizados durante o carnaval,como segunda etapa desta atividade 1, para realizarmos o nosso seminário na primeira quarta-feira pós carnaval ( dia 02 de março).

III etapa da atividade 1 - Entrega da Pesquisa Impressa - 10 pontos
O trabalho impresso final da pesquisa deverá ser entregue no dia 05/03, dentro das normas da Newton Paiva, disponíveis no site da instituição ( capa, introdução, índice, desenvolvimento, conclusão, bibliografia, anexos se for o caso). O desenvolvimento deverá ter entre 5 a 10 páginas.

Observações:
A não participação do aluno no dia do seminário( 4 de março) implicará em perda de 8 pontos.
Trabalhos não entregues no dia do seminário poderão ser entregues até no máximo na semana seguinte, no entanto, valendo 70% do valor dos pontos.
Depois desta data, não serão mais recebidas estas atividades.

Critérios de avaliação:
Serão avaliados: a profundidade com que tema foi estudado, a diversidade das fontes utilizadas, a criatividade para apresentação do estudo para sala ( cada trio terá 15 minutos para apresentação. Deverá informara professora até 18/02 que tipo de mídia vai precisar para apoiar apresentação: cd, dvd, internet, vídeo, data show, etc, para providências na instituição.) No trabalho impresso, serão avaliados a originalidade dos trabalhos, uso correto de citações, sem plágios, qualidade do texto no discurso dissertativo, uso do português correto e padrão.

Vamos caprichar!! Qualquer dúvida, me contatem pelo email passado no primeiro dia de aula ( bia@goulartgrossi.com.br). Breve darei sugestões, nos comentários de autores e obras possíveis. Explorem nossa biblioteca, pois tem um acervo muito interessante.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

BEM VINDOS, ALUNOS DE RP 2009!

Estamos iniciando nossas atividades neste semestre, bastante animados!
Em nosso primeiro dia de aula, pudemos partilhar alguns conhecimentos através da dinâmica "Linha na Agulha". Algumas reflexões foram feitas, como formas como procedemos às escollhas, aprendizado com a prática, descoberta de habilidades e desafios, enfim... Uma reflexão sobre como nos sentimos diante da pressão, diante das críticas ou processos avaliativos, como procedemos como avaliadores, cuidado com que expomos nossas palavras, mesmo envolvidos em mais de uma atividade comunicante ao mesmo tempo. A grande reflexão é: é possível a troca/aprendizado com prazer? Como aplicar isso nos ambientes de trabalho empresarial? Os conteúdos apreendidos nesta dinãmica foram expostos por vocês mesmo, agora, vamos transformar isso em registro aqui no blog? Este é o grande resultado prático, sempre do Jornalismo Empresarial: aprender e recontar para outros informações importantes que auxiliam no crescimento e entendimento entre os homens! Aguardo postagens identificadas pelos nomes dos integrantes dos grupos. Uma postagem de máximo 30 45 linhas por cada grupo. Título interessante, certo?